Skip to content

O gato de Ferrabosco

19/10/2008

Não, Ferrabosco não tinha um gato (talvez tivesse, mas não entrou para a história). Falo do gato porque hoje estava fumando um Cohiba Esplendido, tomando um vinho do Porto e ouvindo Alphonso Ferrabosco no quintal dos fundos aqui de casa e um gato vadio resolveu me fazer companhia. Desceu do telhado e acomodou-se embaixo da jaboticabeira.

Há uma ligação direta no meu cérebro entre música e memória. E enquanto a música rolava eu e meu companheiro felino flanamos pela minha infância e adolescência. Definitivamente possuo uma natureza crepuscular, nostálgica. E sem dúvida ligada à natureza. Alguns amigos reunidos no circulo de uma vela, na chácara de um deles. Lembro-me de seus rostos, risadas, neuras e lágrimas.

Hermam Hesse escreveu uma vez, no livro O jogo das contas de vidro, que a música possui a incrível capacidade de modular o sentimento das pessoas. Quando ouvimos uma música juntos, não importa se cada um de nós alimenta pensamentos muito diferentes um do outro, a música, aos poucos, vai se imiscuindo na alma, até que uma espécie de fraternidade essencial, um vínculo profundo, emerge, e todos nos reconhecemos em meio às harmonias e linhas melódicas.

Nisso concordam Hesse, Paulo de Tarso, Aristóteles e Heidegger: “a fé vem pelo ouvido”. Eu e meu gato concordamos.

Anúncios

From → Arte, Cotidiano, Filosofia

2 Comentários
  1. smx permalink

    😀

  2. Caro prof. Daniel,
    Será que entendo de gatos? Uma coisa é certa: seu gato é muito inteligente. Estou a Torino e comprei um presente para ti.
    Um abraço,
    lisandro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: